21 de Setembro: Dia Internacional da Bibliodiversidade

NÃO

Àqueles que não aceitam a pluralidade de idéias, opiniões e crenças.

À opressão da palavra.

Aos discursos padronizados dos grandes grupos editoriais, através dos best-sellers.

À concentração nos mercados editorial e livreiro.

SIM

À diversidade de vozes, temas, títulos, culturas, editoras, autores, ilustradores e idiomas no universo do livro.

À  proteção da liberdade através da riqueza das culturas e expressões criativas.

À democratização do livro e da leitura.

Às editoras independentes, que privilegiam a qualidade e a durabilidade do livro como cultura,
em negação ao padrão dos grandes grupos editoriais, concentrado principalmente na venda do livro.

LIVRO, MUITO MAIS QUE MERCADORIA!

A Libre apóia e promove a bibliodiversidade, a diversidade cultural aplicada ao livro.
 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *