,

Flip 2018: Casa Libre & Nuvem de Livros debate ‘Leitura, gesto político’

Confirmada pelo quinto ano seguido, programação da casa parceira do festival de Paraty discutirá possibilidades de formação do pensamento crítico a partir da leitura.

 

O educador Paulo Freire (1921 – 1997) dizia: “Fora da leitura, o que há é alienação. Daí, a manipulação e a submissão. Ler é um ato político, essencialmente”. Leitura, gesto político é o tema que conduzirá os debates na Casa Libre & Nuvem de Livros, programação parceira da 16ª Feira Literária Internacional de Paraty (Flip 2018), que será realizada entre 25 e 29 de julho no Rio de Janeiro. A casa funcionará de 26 a 30 de julho, das 11h às 22h, na Rua da Lapa, 8, Centro Histórico de Paraty. A Liga Brasileira de Editoras (Libre) — associação de editoras independentes com maior representatividade no Brasil — e a Nuvem de Livros — biblioteca virtual por assinatura que reúne títulos de inúmeras editoras e outros conteúdos — renovam, assim, a bem-sucedida parceria no festival, iniciada em 2014.

O tema defendido na Casa Libre & Nuvem de Livros parte da premissa de que a leitura instaura um campo de presença e encontro com outros saberes, facilitando diálogos e trocas atemporais, contribuindo desta forma com a potencialização e construção de novas consciências. “Pelo quinto ano consecutivo, a Libre, em parceria com a Nuvem de Livros, traz uma discussão contundente para a Flip. Discutir o papel da leitura é discutir o mundo. É discutir as possibilidade de formação de novos leitores e que estes sejam atentos e reflexivos. Discutir leitura é fugir da alienação que parece nos rondar. O mercado editorial precisa entender que, para o crescimento do número de leitores, é preciso incentivo e formação de seres pensantes”, diz Raquel Menezes, presidente da Libre.

“A Libre e a Nuvem de Livros esperam que a leitura possa ‘gestar-se’ em novos territórios para novos sujeitos, fomentando resiliência e transformação, engendrando sonhos, construindo pontes e abrindo caminhos possíveis ao crescimento sociocultural. Afinal, é lendo que se desenvolve o pensamento crítico”, ressalta Roberto Bahiense, CEO da Nuvem de Livros.
Durante cinco dias, escritores e demais profissionais do mercado editorial, jornalistas e acadêmicos participarão de debates na Casa Libre & Nuvem de Livros. Uma das mesas já confirmadas, no dia 27 de julho, às 16h, discutirá sobre Representatividade na literatura e nos festivais literários, com participação das escritoras Paloma Franca Amorim, que escreve às quartas-feiras para o jornal paraense ‘O Liberal’, Guiomar de Grammont, organizadora do Fórum das Letras de Ouro Preto, e Gisele Corrêa Ferreira, curadora e organizadora do Flipoços, o evento literário de Poços de Caldas. Doutor em Literatura Brasileira, jornalista e escritor, Haroldo Ceravolo será o mediador. O encontro será propício para debater a necessidade de haver diversidade étnica, racial e de gênero nos eventos de literatura. A ausência de escritoras mulheres e não brancas na XXII Feira Pan-Amazônica do Livro, do Pará, por exemplo, foi recentemente alvo de críticas tecidas por Paloma Franca Amorim em artigos publicados na imprensa.

Também no dia 27, às 21h, o Encontrão de Poetas chega à Casa Libre & Nuvem de Livros para reunir poetas e leitores de poesia, e lançar as plaquetes do projeto Coopoesia: coletivos de poesia na cidade do Rio de Janeiro. A noite de leitura e performance vai contar com as poetas Ana Carolina Assis, integrante do coletivo Oficina Experimental de Poesia, Estela Rosa e Taís Bravo, que tocam o projeto Mulheres que Escrevem, entre outros convidados. Durante o ano, o Encontrão de Poetas é realizado no Morro da Conceição, no Rio, pelo coletivo A Mesa, que promove projetos em artes visuais e poesia.

O público que costuma prestigiar a Casa Libre & Nuvem de Livros desde 2014 já comparece com a expectativa de desfrutar, naquele espaço, do aprofundamento sobre a análise da realidade brasileira. Isso aconteceu, por exemplo, durante as históricas conferências de Leonardo Boff e Marcelo Freixo Lázaro Ramos, Conceição Evaristo, Chico Alencar na edição 2016. Em 2017, a programação se aprofundou sobre como a leitura pode contribuir para a superação das graves crises que o Brasil atravessa, como forma de resistência política.

Constituída em 2002, a Libre congrega cerca de 130 editoras de diversas regiões do país em defesa da bibliodiversidade, termo que se refere à necessidade de diversidade na produção editorial e nos acervos disponibilizados aos leitores em bibliotecas, livrarias e outros ambientes. A bibliodiversidade está relacionada à própria ideia de diversidade cultural — é a garantia de que o mercado do livro ajude a construir uma sociedade que respeite e promova a democracia e a diversidade de cultura, política e de gênero. Associada à Aliança Internacional dos Editores Independentes, com sede em Paris, a Libre é a maior rede do mundo dentro de tal segmento editorial.

A Nuvem de Livros é uma biblioteca em nuvem que permite a consulta ao seu acervo em um ambiente com acesso controlado e licenciado, absolutamente seguro, ideal para escolas, universidades e famílias, reunindo milhares de livros, vídeos e conteúdos interativos. Após aderir ao serviço, o usuário pode acessar romances, biografias, coletâneas de contos, crônicas, poesias, ensaios, novelas e vários outros gêneros literários, além de atlas, enciclopédias e dicionários. Também compõem a plataforma audiolivros, audiocursos, entrevistas com importantes e premiados autores e produtores culturais, vídeos sobre literatura e saúde, reforço escolar e visitas guiadas aos mais respeitados museus do mundo.

Neste ano, o espaço conta com o apoio da Metabooks, plataforma de gerenciamento de metadados integrada ao sistema de editores e livreiros, da gráfica Forma Certa, da Bibliomundi, plataforma de autopublicação e distribuição de e-books e do Quindim, clube de leitura infantil.

 

, ,

Programação da 17ª Primavera Literária do Rio de Janeiro

 26 de outubro de 2017 – quinta feira

14h

Sylvia Orthoff: Um Ramalhete De Histórias

Com Cristina Villaça e Antonella Catinari

18h

Martinho da Vila conversa sobre o Rio de Janeiro, crônicas e música

Com Martinho da Vila e mediação de Raquel Menezes

 

27 de outubro de 2017 – sexta feira

16h

Edição e autopublicação

Leandro Müller, Paula Cajaty, Mariana Warth e mediação de Leonardo Cazes

18h

SHOW MUSICAL

Música Exteporânea Brasileira (MEB)

 

 

28 de outubro de 2017 – sábado

11h

O Rio de que temos e o Rio que queremos

Com Alba Zaluar, Orlando Zaccone, Adair Rocha e mediação de Lucas Alvares

14h

Poesia e música: experiências de poetas na música brasileira

Com Mauro Santa Cecília, Bruno Levinson e Zé Rinaldi

16h

A crise política e o poder no Brasil

Com Arnaldo Mourthé, Bernardo Kocher e mediação de Rudolph Hasan

18h

Toda comida tem uma história      

Joana Monteleone, Tatiana Damberg, Pedro Asbeg e mediação de Camila Perlingeiro

 

PROGRAMAÇÃO CULTURAL INFANTIL

ESPAÇO INFANTIL QUINDIM

28 de outubro de 2017 – sábado

10h

Oficina de desenho / Caldo Verde

Daniele Geammal e Bruno Dante (Revan)

12h

Contação de histórias, leitura dramatizada, roda de conversa / Xavier

Carlos Carvalho e Venicio Ribeiro (Gramma)

Oficina de artes

16h

Arte Brasileira para Crianças

Isabel Diegues, Márcia Fortes, Mini Kerti ePriscila Lopes (Cobogó)

18h

Oficina especial Clube Quindim

 

 

 

29 de outubro de 2017 – domingo

11h

Darcy Ribeiro, sempre

Com Paulo Ribeiro, Maria José Latgê e mediação de Jesus Chediak

14h

A poesia está na rua

Slam das Minas, Tupinambá Lambido e mediação de Luiz Guilherme Barbosa

16h

Conservadorismo e retrocesso nos dias de hoje

 José do Nascimento Jr., Andrea Pachá, Wanderley Quedo e mediação de Fernando Molica

18h

Posto, logo existo: literatura em tempos de redes sociais

Cristiane Lisbôa, Crib Tanaka, Ernesto Xavier e mediação de Camila Perlingeiro

 

PROGRAMAÇÃO CULTURAL INFANTIL

ESPAÇO INFANTIL QUINDIM

29 de outubro de 2017 – domingo

10h

Bate-Papo e Lançamento / Não me toca, seu boboca

Andrea Viviana Taubman e Thais Linhares (Aletria)

 

12h

Espetáculo Musical e Jogos Iogues /As Aventuras do Menino Iogue

Antônio Tigre e Gustavo Peres (Memória Visual)

14h

Workshop com o autor /Turma da Página Pirata em Tirinhas

Marcelo Amaral (Bambolê)

 

16h

Contação de Histórias e Oficina de Ilustrações / A Joaninha e a Sombrinha

(Maria Elaine Altoé) / A Caverna do Tempo(Regina Frota) com ilustrações de Fran Junqueira (Semente)

 

18h

Oficina Especial Clube Quindim

,

17ª Primavera Literária do Rio de Janeiro

De casa nova, a Primavera Literária Rio 2017 vai ocupar a histórica Casa França-Brasil, entre os dias 26 a 29 de outubro de 2017, de 10 às 20h.

A casa, hoje um dos mais conceituados museus da cidade, é uma construção dos tempos de D. João VI, projetada pelo arquiteto francês Grandjean de Montigny (1776-1850), e inaugurada em 1820 como a primeira Praça do Comércio do Rio de Janeiro.

A Primavera Literária, o mais tradicional das editoras independentes no Brasil, é um evento que contribui para a movimentação da atividade econômica do setor editorial, para a democratização da leitura e para a discussão de políticas públicas para Livro e da Leitura. É um evento promovido pela Libre – Liga Brasileira de Editoras, que tem como objetivo principal a promoção da bibliodiversidade.

Haverá programação cultural com temáticas efervescentes, Martinho da Vila nos visitará para um bate papo sobre Rio de Janeiro, crônicas e samba e as crianças serão contempladas com o Espaço Infantil Clube Quindim estreando na Primavera Literária. O Clube Quindim é um clube de assinaturas de livros infantis que tem, entre seus curadores, nomes especiais como Ziraldo, Adriana Calcanhotto e Marina Colasanti. O Espaço Infantil Clube Quindim terá contações de histórias e muitas outras atrações.

Acesse a programação completa da 17ª Primavera Literária.

Para acompanhar as notícias da Primavera Literária do Rio de Janeiro, curta a gente no Facebook.

A Primavera conta com apoio dos parceiros: Bibliomundi, Meta Brasil, Publishnews, SEC-RJ & Casa França-Brasil, MetaBooks e Clube Quindim

,

Primavera Literária de BH 2017

A 3ª edição da Primavera Literária de Belo Horizonte reunirá o mercado editorial independente no Centro de Referência da Juventude de 14 a 17/9.
Este ano, o FLI-BH (Festival Internacional de Literatura de Belo Horizonte) retoma a bem-sucedida parceria iniciada em 2015 com a Primavera Literária da Libre, feira de livros que reúne 45 editoras da entidade e convidadas.
O FLI-BH é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura (FMC) em parceria com a terceira edição da Primavera Literária. O evento conta ainda com a parceria cultural do Sesc em Minas Gerais e do BDMG Cultural.
Com o tema Vozes de Todos os Cantos, a segunda edição do FLI-BH propõe trazer à cena a diversidade que a literatura expressa reunindo grupos que movimentam a cena literária na cidade e em diferentes partes do mundo. O festival homenageia a escritora mineira Laís Corrêa de Araújo, personalidade influente no meio literário, que se configura como uma grande intelectual brasileira, pesquisadora, ficcionista, tradutora e ensaísta.
Serviço:
2ª Festival Literário Internacional – FLIBH e 3ª Primavera Literária
De 14 e 17 de setembro
Centro de Referência da Juventude – CRJ (Praça da Estação, s/n, Centro, BH)
Toda a programação é gratuita

PROGRAMAÇÃO CASA LIBRE & NUVEM DE LIVROS NA FLIP 2017

CASA LIBRE & NUVEM DE LIVROS

DE 27 A 30 DE JULHO DE 2017

Rua da Lapa, 8 – Centro Histórico – Paraty – RJ

Quinta feira: a partir das 13h

Sexta e sábado: de 10h às 23h

 

QUINTA FEIRA 27 DE JULHO

13h – Os muitos caminhos para a leitura

Josélia Aguiar, Marifé Boix-Garcia, Volnei Canônica e apresentação de Raquel Menezes

15h – Lançamento: Aqui jazem romances, de Eduardo Frota, Ed. Jaguatirica + Lançamento: Jantar às 11, de Cristiano Deveras, Ed. Nova Alexandria

18h – Educação social e livros

Lázaro Ramos, Roger Mello e mediação de Mariana Warth

 

SEXTA FEIRA 28 DE JULHO

10h – Leitura do sagrado e da sociedade

Frederico Lourenço e mediação de Carlo Carrenho

11h – As mídias sociais e a formação dos leitores

Renata Nakano, Emília Nunes e Simone Monteiro

12h30 – Lançamento: A feira, de Adriana Armony, Ed. 7 letras

14h – Lançamento: Augusto Boal embaixador do teatro, de Anderson Zanetti, Estado, democracia, políticas públicas e direitos LGBT, de Marcio Sales Saraiva e Santificado seja vosso homem, de Luis Gustavo Rocha, Ed. Metanóia

16h – Leitura e comunidade

Thássio Ferreira, André Mansur e mediação de Valéria Martins

18h – Literatura no cárcere e direitos humanos

João Marcos Buch, Gabriel Lacerda e Alex Giostri

20h – PAINEL ESPECIAL ONU/CENTRO RIO+ Territórios criativos: A Baixada Fluminense

Yolly Amâncio, Da Gahma + Cine debate com o documentário da ONU “Baixada nunca se rende” e mediação de Layla Saad

SÁBADO 29 DE JULHO

11h – Blogsfera e livros mudam um sociedade em ponto de inflexão?,

Paulo Henrique Amorim e Mino Carta

12h – Lançamento: Eudora Trans, de Luiz Prata, Assexualidade em trânsito, de Luigi D’Andrea, Transfeminismo – teoria & prática e homofobia – identificar e prevenir, de Jaqueline Gomes de Jesus, Ed. Metanóia

14h – Lançamento: Negro amor, de Cristiane Sobral, Ed. Malê + Lançamento: Vida e Morte de M J Gonzaga de Sá de Lima Barreto, organização e comentários de Marcos Scheffel

16h – A crônica como convite ao leitor

Dedé Laurentino, Xico de Sá e mediação de Metthew Shirts

18h – Experiência e leitura

Conceição Evaristo, Cadão Volpato e mediação de Simone Magno

20h – Lançamento: Ponciá Vicencio e Becos da memória, de Conceição Evaristo, Ed. Pallas + Lançamento da cerveja Conceição Evaristo