Editora Fundação Perseu Abramo.

Tel: (11) 5571-4299
Rua Francisco Cruz, 224 CEP 04117-091 São Paulo SP
gerentedevendas@fpabramo.org.br
http://www.efpa.com.br

Em 1996 a Fundação Perseu Abramo foi instituída pelo Partido dos Trabalhadores. No ano seguinte, em 1997, foi criada sua Editora a fim de colaborar de forma pluralista e democrática com o debate político e cultural no Brasil.

A produção intelectual publicada contempla autores ligados ao PT, ao qual está vinculada, mas também contempla temas e autores independentes, cujas obras trazem uma reflexão crítica sobre a realidade brasileira e a história recente do país.

Hoje, a Editora Fundação Perseu Abramo sente-se orgulhosa de atingir seus objetivos com seus quase 150 títulos em catálogo. É reconhecida pelo mercado editorial, com distribuição em livrarias e distribuidoras em nível nacional, por pesquisadores, estudantes, professores, lideranças políticas, de movimentos sociais e agentes ligados ao debate cultural.

Nomes de indiscutível importância no panorama político e intelectual colaboram com a pertinência do catálogo, destaque para os professores Antonio Candido, Celso Furtado, Aloisio Biondi, Michael Löwy, Marilena Chauí, Lélia Abramo,Milton Santos, Maria da Conceição Tavares, Francisco de Oliveiras, Maria Rita Kehl, Leandro Konder, Walnice Nogueira Galvão, Eduardo Suplicy, Tarso Genro, Bernardo Kucinski, Paul Singer, Marcio Pochmann, Heleieth Saffioti, Emir Sader, Marco Aurélio Garcia, Daniel Aarão Reis Filho, entre outros pensadores e críticos.

Entre seus objetivos, visa ampliar o alcance da Fundação Perseu Abramo, de resultados de seminários e palestras promovidos pela instituição, das pesquisas e análises realizadas pelo Núcleo de Opinião Pública (NOP), do Centro de Documentação Sérgio Buarque de Holanda (CSBH) e demandas sugeridas pelo conselho editorial.

Em 2007, inaugurou sua livraria na sede da Fundação, em São Paulo. Ainda naquele ano, colocou no ar um projeto pioneiro, a Biblioteca Digital, que dispôs pela internet 43 livros de seu catálogo, gratuitamente e na íntegra. A Biblioteca Digital propôs solução para seguintes problemas: leitores com deficiência visual conseguem acessar os conteúdos dos livros, ao utilizarem software de computador próprio para tal leitura; a falta de livrarias na maior parte das cidades brasileiras; a falta de recursos financeiros para a aquisição de livros pelas famílias mais empobrecidas; e a ausência de seus livros em acervos de bibliotecas públicas.

A Editora ainda participa ativamente da LIBRE – Liga Brasileira de Editora, desde sua criação, seus dirigentes e funcionários confiam na força do trabalho coletivo dos editores independentes para alcançar patamares melhores de intervenção no cenário brasileiro.