A poesia infantil de Celina Portocarrero

A poesia infantil de Celina Portocarrero

Das poesias guardadas no armário na adolescência a obra “A Princesa e os sapos”, a escritora e poetisa Celina Portocarrerro contou para crianças e pais um pouca da sua trajetória, na tarde deste sábado (16/11), na Fliporto Criança.

Tradutora, Celina sempre precisou ter muito contato com a leitura e livros. “Muito mais que ser um bom escritor o autor precisa ser um bom leitor. Ninguém escreve bem se não tem o hábito da leitura. Sempre li bastante na minha infância, e meu trabalho como tradutora exige também isso de mim”, declarou Portocarrero.

A poesia antes presa em seus armários juvenis só veio a público em 2007, em “Retro-Retratos”, sua primeira publicação. Depois do encontro com a literatura, dessa vez como escritora, Celina também criou “Amar, verbo atemporal”, uma compilação de 100 poesias inéditas assinadas por poetas brasileiros e “A princesa e os sapos”, sua primeira publicação infantil.

Lançamento – Com lançamento em Pernambuco na 4ª Feira do Livro, no stand da Carpe Diem, “A Princesa e os sapos” narra a busca pelo par perfeito. Publicado pela editora Memória Visual, filiada à Libre, o livro foi inspirado nas frustrações e histórias das amigas da autora. A princesa, personagem principal do conto, beija o sapo na esperança que ele se torne um príncipe, mas se decepciona quando se depara com um morcego. Para superar a frustração ela mergulha nas leituras de livros. Levando os leitores a compreenderem que não só de príncipes encantados vivem as princesas.

Leia mais: 9ª edição da Fliporto será realizada em Olinda

webmaster@criatudo.com.br

Deixe uma resposta