Alameda passa a ter livros distribuídos na Europa

Alameda passa a ter livros distribuídos na Europa

Público-alvo da ação, resultado da participação da editora na Feira de Frankfurt, é formado por pesquisadores brasileiros de ponta na Europa, brasilianistas e bibliotecas universitárias do continente

A partir de novembro, os livros da editora Alameda estarão disponíveis para o público europeu. Na última Feira de Frankfurt, que ocorreu entre os dias 9 e 13 de outubro deste ano, a Alameda consolidou uma negociação com a distribuidora espanhola de livros Arnoia. Com sede na Galícia, a Arnoia é uma das grandes distribuidoras de livros da Península Ibérica. Nos últimos anos, preocupada com a expansão da política de desconto feita por grandes redes, teve a ideia de vender na Europa livros diferenciados, escolhidos em excelentes editoras independentes do mundo. Esses livros dão à empresa um diferencial que a destaca das demais distribuidoras europeias. “Foi a primeira participação da Alameda em Frankfurt e avaliamos que esse negócio é um das melhores mostras do interesse dos europeus na produção acadêmica brasileira”, afirma a editora Joana Monteleone.

Nos últimos tempos, a Arnoia vem escolhendo parceiros importantes que se destacassem em seus países de origem para oferecer aos clientes europeus, muitos dos quais são bibliotecas públicas e universitárias, livrarias de interesse geral e especializadas, estudiosos ou pesquisadores interessados em adquirir obras que não estão facilmente disponíveis no mercado local. A Alameda foi escolhida por apresentar um catálogo diferenciado, em que as pesquisas sobre Brasil são destaque, bem como estudos de fôlego em ciências humanas.

Para que os livros cheguem ao consumidor final sem que tenham de atravessar o oceano, a distribuidora fez acordos com gráficas que imprimem sob demanda. Desta maneira, o consumidor pode escolher o livro que lhe interessa, encomendar na livraria mais próxima, que por sua vez repassa o pedido para a Arnoia. Em 24 horas, o volume está impresso e é despachado. “Conseguimos ótimos acordos com as gráficas daqui, por isso é possível trabalhar com o tempo bem enxuto, com uma tecnologia just in time, em que não é preciso fazer estoques”, afirma Xose Manuel Figueiras, gerente de Relações Internacionais da empresa.

Quem deseja adquirir os livros da Alameda na Europa pode fazer a encomenda em qualquer livraria que trabalhe com a distribuidora ou acessar livrarias digitais como a ImosVer. A primeira leva de 15 obras já está sendo vendida. Em breve, todo o catálogo da Alameda estará disponível.

Leia mais:
Em Frankfurt, Libre discute perspectivas da edição independente
Veja aqui o catálogo da Editora Alameda

webmaster@criatudo.com.br

Deixe uma resposta