Daniel Munduruku traz literatura e cultura indígena para Salão do Livro

Daniel Munduruku traz literatura e cultura indígena para Salão do Livro

O espaço Símon Bolívar recebeu nesta quarta-feira (17/9) o escritor indígena Daniel Mundukuru. Com mais de 45 livros publicados, o autor trouxe a cultura de seu povo para os espectadores e de forma espontânea, por vezes descontraída, contou sua história, o início da carreira e os aprendizados que teve ao longo do caminho. Durante sua fala, transmitiu diversas vezes ensinamentos que recebeu de seus avós, deixando sua participação ainda mais especial.

Logo que iniciou sua apresentação, Daniel saudou o público com uma fala na língua nativa do povo Mundukuru (Mundukuru significa “formiga gigante / formiga guerreira”). “Meus avós me ensinaram que, ao visitar alguém, devemos fazer uma saudação. Além disso, temos que estar com o coração leve e feliz, para que a pessoa possa sentir isso também”, disse Daniel. E foi esse sentimento que tomou o espaço Símon Bolívar durante toda a apresentação.

“Meu objetivo com a literatura é fazer com que as pessoas entendam que somos iguais, não somos inferiores por termos outros hábitos, somos seres humanos que tem experiências diferentes, sejam elas de vestimenta, crença, plantar ou colher”, disse Daniel.

Mais do que uma apresentação sobre literatura, Daniel Munduruku deu uma aula sobre a vida e suas riquezas, mostrando a imensidão cultural que existe a nossa volta.

A quinta-feira (18/9) também promete ser um dia de grandes encontros literários e debates sobre temas interessantes. Durante todo o período da manhã e à tarde, acontece contação de histórias no Auditório Tatiana Belinky. Às 14h, a equipe de formadores da Secretaria de Educação conta a história A amizade não tem cor, no Auditório Pablo Neruda. Às 15h, no Auditório Sabotage, acontece um bate papo sobre ilustração e quadrinhos com Alex Mir, Alex Genaro e Fausto Bergocce. Mary Grace fala sobre Livros Digitais na Educação, às 17h, no Auditório Sabotage. No Auditório Tatiana Belinky, às 19h, acontece o Sarau Guarulhense, com José Roberto Jerônimo. Às 20h30, a Orquestra da Vila, regida pelo Maestro Vanderlei Banci, apresenta o espetáculo Gracias a la Vida, no Auditório Gabriel García Márquez.

Serviço
4º Salão do Livro de Guarulhos – Cidade Amiga da Leitura
De 12 a 21 de setembro, no Thomeozão (Av. João Bernardo de Medeiros, 762 – Bom Clima); segunda a sexta, das 8 às 22h; sábados e domingos, das 10 às 22h. Entrada gratuita. Estacionamento grátis aos finais de semana, das 9h30 às 22h, no Paço Municipal.

webmaster@criatudo.com.br

Deixe uma resposta