Editoras organizam-se em torno da bibliodiversidade na Bienal do Livro

Editoras organizam-se em torno da bibliodiversidade na Bienal do Livro

Grupo de editoras independentes se junta no mesmo estande para apresentar diversidade de publicações e defender a bandeira da bibliodiversidade

A Editora de Cultura, Fundação Perseu Abramo, Ibis Libris, Livro Falante, Musa, Sá Editora e a Publisher Brasil dividem o mesmo estande (L13) na Bienal Internacional do Livro de São Paulo. A proposta dessa união, além de fortalecer a divulgação de cada editora individualmente, é, principalmente, oferecer uma variedade de catálogos, para que o leitor possa ter escolha e não ficar restrito a oferta dos 20 mais vendidos do mercado. Diante de tantos e variados títulos o leitor poderá olhar, folhear, escolher e acrescentar ao seu cardápio literário, livros além dos modismos e bestsellers. "O objetivo da nossa união é apresentar uma maior variedade de títulos para atender a todas as áreas dos interesses de leitura, ampliando o horizonte de conhecimento, trazendo novas visões sobre o que já se conhece, e mostrando coisas inéditas", afirma Thereza Christina Rocque da Motta, editora da Ibis Libris.

São mais de 9.000 exemplares entre livros, audiolivros e revistas, de 360 títulos, sendo 30 novos, com 24 lançamentos no estande. Romances, contos, crônicas, ensaios, autoajuda, infantil, estudos acadêmicos, autores nacionais e estrangeiros.

O Editor independente

Ao contrário da lógica das grandes empresas, o editor independente atua conscientemente em nichos de mercado e produz qualidade e diversidade. O pequeno editor é um empreendedor por natureza. Intelectual e quase sempre engajado, ele é uma liderança na área em que atua. Sensível à produção cultural do seu entorno, busca sintetizar, sistematizar e disseminar sua leitura de mundo, formando um catálogo de qualidade, na maioria das vezes especializado na temática que abraçou. Adota, portanto, do ponto de vista empresarial, estratégias competitivas focadas em nichos de mercado.

Alguns destaques

Editora de Cultura – Estado, empresariado e desenvolvimento no Brasil, apresenta as novas correntes de pensamento que estudam o mundo do pós-neoliberalismo, organizado por Wagner Pralon Mancuso, Maria Antonieta Parahyba Leopoldi e Wagner Iglecias; Sobre sexo – Tudo o que você teme que seus filhos perguntem, mas precisa informar é um guia para aqueles pais que gostariam de ver suas crianças se desenvolvendo com uma sexualidade saudável; Produzindo Capital Humano – O papel do ensino superior privado como agente econômico e social, organizado por Klaus Kleber e Leonardo Trevisan e O paciente – O caso Tancredo Neves, de Luis Mir, que desvenda o caso clínico que alterou os rumos da democracia brasileira e abalou a reputação da medicina do país.

Editora Fundação Perseu Abramo – três volumes da coleção Brasil em Debate: O Governo Lula e o Combate à Corrupção, de Jorge Hage; Trabalho e Renda no Brasil – Avanços recentes no emprego e na distribuição dos rendimentos, de Márcio Pochmann; e O Governo Lula e o Novo Papel do Estado Brasileiro, de Glauco Faria.

Ibis Libris – Confissão Geral – poemas reunidos, de Fernando Py, Como ser uma mulher solteira, livro de autoajuda de Marianna Kiss; e Comida & Tristeza, contos de Consuelo Marinho-Rouquette.

Livro Falante – o audiolivro Quincas Borba de Machado de Assis, lido pelo jornalista e ator Rafael Cortez; Nem Leigo Nem Expert – Manual Básico do Mundo do Vinho,  audiolivro sobre vinhos de Didú Russo; e o audiolivro 5 Lendas Brasileiras (O Curupira, O Japiim, O Paraíso dos Insetos, O Saci e O Boi das Aspas de Ouro) em parceria com a Editora DCL e dedicado ao público infantojuvenil

Musa Editora, Mentes criativas e projetos inovadores, livro sobre a arte de empreender, de Klaus de Geus; eu, Marilyn Monroe & o Outro, ficção de Carlos Domingos Mota Coelho; e Fundamentos Gráficos para um Design Consciente, livro ilustrado com os conceitos do design gráfico, de Raquel Matsushita.

Sá Editora, As preces são imutáveis, de Tuna Kiremitçi, primeiro livro de literatura turca moderna, traduzido diretamente do turco para o português por Marco Syrayama de Pinto; Velórios inusitados, casos e causos contados pelo jornalista Mário Marinho; O Mestre do seu Sistema, livro sobre medicina tradicional chinesa, de Máera Moretto.

 
Grade de lançamentos – Sessões de autógrafos

14 de agosto
17:00 – SÁ EDITORA – O mestre de seu sistema – Máera Moretto – com coquetel
19:00 – MUSA – Mentes Criativas, Projetos Inovadores – Klaus de Geus
19:00 – EDITORA DE CULTURA – Estado, empresariado e desenvolvimento no Brasil – vários autores

15 de agosto
16:00 – IBIS LIBRIS – Lançamento coletivo:

1. Antes do 174 – de Janda Montenegro
2. Como ser uma Mulher Solteira – de Marianna Kiss
3. Confissão geral – de Fernando Py
4. Futebol e mais nada: um time de poemas – de Thereza Christina Rocque da Motta
5. Pequeno Dicionário Poético – de João José de Melo Franco
6. Corpo aberto – de Pedro Lago
7. Comida & tristeza – de Consuelo Marinho-Rouquette
8. O dom da vaca – Bruno Casotti
9. Mundo de algodão – Mariana Reade
10. A vida dos livros – de Thereza Christina Rocque da Motta
11. Sala de ensaio – Daisy Justus
12. Vivências – Olavo Fabricio

18 de agosto
SEM HORÁRIO – SÁ EDITORA – Feche os olhos para ver melhor – Sérgio Sá

19 de agosto
19:00 – MUSA EDITORA – Aziza – Ara Mitta

20 de agosto
19:00 – LIVRO FALANTE – Nem leigo, nem expert – Didú Russo

21 de agosto
17:00 – SÁ EDITORA – Velórios Inusitados – Mário Marinho (melhor mais cedo para não conflitar)

22 de agosto
15h00 – LIVRO FALANTE – Audiolivro Quincas Borba de Machado de Assis – Rafael Cortez

Informações para a Imprensa
Sintaxe Comunicação – Assessoria de Imprensa
João Luiz Marques (MTb: 17.148)
Tel.: (11) 3562-8001 / 9191-7930 / jlmarques@sintaxe.com.br

webmaster@criatudo.com.br

Deixe uma resposta